Definição de resiliência

O termo "resiliência" ainda não possui uma definição universalmente aceita, mesmo entre as pessoas que trabalham na área do desenvolvimento. A definição sugerida pela Tearfund para famílias e comunidades é:

Resiliência é a capacidade de lidar com choques, estresses e a incerteza.

Diagrama de "Definição de resiliência"

Quando falamos em "lidar com" queremos dizer:  

  • Resistir
  • Absorver
  • Recuperar-se
  • Adaptar-se
  • Em tempo útil Sem perder capacidades essenciais ou a identidade fundamental

O conceito de resiliência tornou-se popular porque ele nos ajuda a pensar de forma holística sobre coisas que frequentemente separamos: 

  • Assistência humanitária em situações de desastres e desenvolvimento. Ao invés de vermos suas metas como sendo muito diferentes, podemos considerar o "aumento da resiliência" como uma das principais metas tanto para o trabalho de assistência em situações de desastre quanto para o trabalho de desenvolvimento. Este uso da resiliência tornou-se especialmente popular em áreas de crise crônica, tais como o Sahel (PDF 2.4 MB) (em inglês), onde, devido aos choques e estresses cada vez mais frequentes e intensos, as estratégias tradicionais de assistência em situações de desastre e desenvolvimento tornaram-se menos adequadas.
  • Todos os "setores" do trabalho de desenvolvimento que se concentram principalmente na gestão de riscos e mudanças que causam interrupções. Esses setores geralmente se concentram em apenas uma categoria de choque e/ou estresse: a resiliência ajuda a reuni-los.

A redução do risco de desastres (RRD) e a adaptação à mudança climática (AMC) são dois dos principais setores que contribuíram para a forma de pensar dos profissionais da área de desenvolvimento sobre a questão da resiliência. Muitos recursos sobre resiliência usam a linguagem desses setores (por exemplo, veja o livro Toward Resilience (Em Direção à Resiliência) em inglês, produzido por várias ONGs internacionais importantes).

Porém a resiliência deve ser mais do que apenas a RRD e a AMC integradas. A nova onda de pensamento sobre a resiliência também procura usar insights dos setores de conflito/construção da paz, segurança alimentar, gestão de recursos naturais e qualquer outro setor que se concentre na gestão de choques e estresses.